Conecte-se com a gente!

Notícias

Nikolas Cruz: o retrato de um assassino juvenil

O autor do massacre de Parkland tinha paixão por armas desde pequeno.

Publicado

em

PARKLAND, FL – Nikolas Cruz foi localizado e preso a menos de uma milha e meia de distância da Marjory Stoneman Douglas High, em Parkland, na Flórida, onde ele havia acabado de tirar a vida de 17 pessoas e ferir pra sempre tantas outras.

Nikolas Cruz, o atirador de Parkland (Divulgação/Breward Police)

Nikolas foi descrito pelos colegas de classe como alguém estranho, introvertido e de poucos amigos.

Em suas redes sociais, Nikolas aparece sempre com o rosto coberto por uma bandana e exibindo armas. Em alguns posts ele mostra crueldade com pequenos pets.

O garoto de 19 anos foi adotado pelo casal Roger e Linda Cruz. O pai adotivo teve um ataque cardíaco e morreu quando Nikolas tinha seis anos de idade. Já Linda, morreu em decorrência do surto de gripe em novembro do ano passado.

Um aluno que teve contato com Cruz, o caracterizou como um psicopata. “Ele era meio maluco, certeza. Ele gostava de matar pequenos animais”, disse.

“Ele era racista também e maluco!”, finalizou o aluno que disse que percebeu isso durante uma tarde de pescaria com o garoto.

Fernando Santos, outro estudante da Douglas High, disse a ABC News que Cruz não tinha muitos amigos.

Santos disse que os amigos sempre souberam do gosto do garoto por armas, mas jamais teve razão alguma para acreditar que ele machucaria alguém.

Na vizinhança, uma garota que mora perto dele disse que sempre teve medo de Nikolas.

“Eu tinha aulas de matemática com ele no ano passado e sempre tive muitas suspeitas sobre ele. Eu e meu amigo sempre dissemos que algo poderia acontecer e que não gostaríamos de ser um dos seus alvos”, desabafou.

“Ele disse que queria se alistar no exército para atirar e matar pessoas, eu me lembro disso claramente”, finaliza a menina.

 

Notícias

Temporada de furacões será mais forte que do ano passado

Prepare-se: serão mais de 20 situações onde três delas podem se tornar ferozes furacões que podem alcançar a categoria 5.

Publicado

em

Imagem de satélite do furacão Isabel, de 2003. (Arquivo)

ORLANDO, FL – A temporada de furacões esse ano promete ser ainda mais forte e mais chocante do que no ano passado. Ao menos é o que prevê um estudo da Colorado State University.

Divulgado nessa quinta-feira, os dados mostram que a atividade é maior com mais furacões previstos do que no ano passado.

Serão 14 tempestades, 7 furacões e no mínimo 3 grandes furacões como o Irma que arrasou Porto Rico no ano passado e boa parte do sul da Flórida.

A justificativa é que o fenomeno La Niña está de volta.

Para saber:

  • Tempestades: são aquelas que vem com força mas que podem apenas se transformarem em tempestades tropicais.
  • Furacões: ventos de até 110 milhas por hora e que podem ser de Categoria 1 e 2.
  • Grandes Furacões: são os que ultrapassam 110 milhas por hora e figuram entre as categorias 3-5.

Continue lendo

Notícias

Polícia procura marginal que está a solta em Orlando

Segundo a polícia ele está armado e é muito perigoso.

Publicado

em

ORLANDO, FL – Foi divulgado pelo departamento de polícia de Orlando, um retrato falado do criminoso que está aterrorizando Orlando e as cidades no entorno.

Na quarta (04) ele atacou uma mulher do lado de fora do PetCo e roubou um Walgreens que fida próximo da Orange Blosson Trail com a Sand Lake Rd.

Além disso ele é responsável pelo roubo de um Dunkin Donuts no sábado, atirou numa pessoa num caixa eletrônico no domingo e roubou um carro.

A policia voltar a informar que o bandido está armado e é muito perigoso.

Continue lendo

Notícias

Dois mortos em acidente aéreo na região de Daytona Beach

Uma testemunha viu o avião cair e acionou a polícia pelo 911.

Publicado

em

Destroços do avião que segundo testemunhas a asa teria sido arrancada antes de cair. (Wesh2)

DAYTONA BEACH, FL – Dois homens morreram num acidente de avião em Daytona Beach, na manhã desta quarta-feira (04).

Eles foram identificados como o veterenado da marinha Zachary Capra e o piloto John S. Azma.

Capra tinha 25 anos, estava estudando para ser piloto e pretendia graduar este verão em Aeronautica. Ele serviu na marinha de 2012 a 2016.

Azma foi condecorado pela FAA e tinha proficiência como instrutor de voo. Ele tinha ao menos 20 anos de experiencia voando.

O acidente foi reportado por uma testemunha que viu o avião caindo por volta das 9:54am da manhã. Ela ligou para o 911.

Continue lendo
Publicidade

CANAL DO PS NO YOUTUBE

TWITTER DO PS

MAIS LIDAS