Conecte-se com a gente!

Notícias

Homem se passava por motorista da Lyft e abusou sexualmente de uma mulher

A polícia está em busca de informações que possam levar à prisão desse homem do retrato falado.

Publicado

em

A policia divulgou um retrato falado do bandido que continua desaparecido. (Divulgação)

CINCINNATI, OH – A polícia está em busca de um homem que, segundo eles, se passava por motorista da Lyft, pegou uma mulher e abusou dela sexualmente.

A polícia informa que o homem é branco, entre 30 e 40 anos de idade. Ele teria pego a mulher por volta das 2 da manhã deste sábado, na altura do número 1400 da Main Street, em Cincinnati.

Segundo a WCPO, emissora de tv local, ele levou a vitima até o Red Bank Road onde ele a molestou.

Segundo informações da vitima, ele é alto, com cabelo escuro e bigode. Ele estava dirigindo um carro novo, com quatro portas, de cor escura e interior em couro cinza.

A Polícia de Cincinnati está investigando o incidente.

Qualquer pessoa que tenha uma informação sobre o bandido pode ligar para o detetive C. Morton ou J. Noel no (513) 352-6474 ou para o disque denúncia de Cincinnati, (513) 352-3040.

 

Notícias

Disney apresenta novo transporte entre os parques e resorts

Os teleféricos serão uma forma de aliviar o sistema de transporte entre os parques que pode entrar em colapso.

Publicado

em

ORLANDO, FL – Finalmente a Disney divulgou uma das soluções para amenizar o problema que está começando a gerar desconforto nos visitantes dos parques e hóspedes dos resorts: um novo meio de transporte que vai levar e trazer pessoas.

O novíssimo Disney Skyliner foi divulgado no blog do Resort e é, nada mais nada menos, que um sistema de gondolas, no mesmo formato que foi implantado no Rio de Janeiro e liga as diversas favelas do Morro do Alemão.

Os teleféricos vão ligar Epcot Center International Gateway, The Caribbean Beach Resort, Disney’s Art of Animation Resort e o Disney’s Pop Century Resort.

O design da estação Disney Skyliner no International Gateway no Epcot será inspirado pelos pavilhões europeus próximos do parque e será coberto com copas de metal e vidro, murais pintados à mão e estruturas de aço ornamentais que remontam ao início do século XVIII no melhor estilo Art Nouveau.

A Disney’s Caribbean Beach Resort será a estação central do Disney Skyliner. Esta estação está inspirada nos mercados da aldeia ao ar livre do Caribe e irá mostrar os detalhes arquitetônicos e esquemas de cores do resort nas proximidades. Nesta estação, os passageiros serão capazes de transferir rotas

de gôndola para chegar ao seu destino, ou são convidados a sentar-se e admirar a paisagem do resort à beira-mar.

Além do trajeto que será realizado em mais tempo e pode concentrar mais pessoas, a visão dos parques será única.

A data de abertura do teleférico da Disney ainda não foi anunciado, mas deve estar totalmente funcionando até o aniversário de 50 anos dos parques em 2021.

As gondolas terão alguns personagens desenhados e serão tematizados: Mickey e Minnie, A Bela e a Fera, Pateta e os Fantastas da Mansão Assombrada.

O novo sistema de teleféricos pode ser a grande chance de melhorar a experiência dos visitantes do complexo da Disney que está praticamente entrando em colapso. O monorail não deve ser desativado, mas existe uma perspectiva de que ele seja atualizado.

De acordo com o Bureau de Turismo da Flórida Central, turistas do mundo inteiro deixaram em Orlando mais de 60 bilhões de dólares no ano passado. Os dados de 2017 serão divulgados no primeiro trimestre do ano que vem.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Continue lendo

Imigração

ICE prende 22 imigrantes ilegais em blitz que durou dois dias

Todos os presos tem histórico criminal. O ICE não divulgou o nome.

Publicado

em

Divulgação

Vinte e duas pessoas foram presas durante uma blitz durante dois dias que tinha como alvo fugitivos.

De acordo com os oficiais de imigração, imigrantes criminosos e que violaram as leis de imigração no Norte do Kentucky foram presos como resultado do trabalho de equipe do ICE em cinco cidades do Kentucky.

Nove pessoas foram presas em Covington, um em Erlanger, seis em Florence, quatro em Newport e dois em Walton.

Dos 22 presos, 16 são da Guatemala, cinco são cidadãos mexicanos e um do Zimbabwe.

Os federais disseram que a maioria dos imigrantes indocumentados tem histórico criminal.

Agressão a um policial, negligência infantil, falsificação, fraude e condução sob influência (DUI) são os principais crimes. Quatro eram fugitivos procurados pela imigração e seis foram presos por suspeita de retornar aos Estados Unidos de forma ilegal depois de serem deportados.

O ICE não divulgou o nome dos presos.

Continue lendo

Matérias Especiais

Como a reforma tributária de Trump pode impactar os imigrantes indocumentados

Crianças indocumentadas não poderão mais receber os créditos gerados pela declaração de imigrantes que possuem ITIN.

Publicado

em

Reprodução Internet

DA REDAÇÃO COM INFORMAÇÕES DA NBC – A reforma tributária aprovada pela Câmara e agora pelo Senado incluem benefícios ligeiramente mais generosos para os pais americanos. A menos que seus filhos sejam imigrantes indocumentados.

Atualmente, os não-cidadãos que pagam impostos usando um Número de Identificação do Contribuinte Individual, ou ITIN, podem solicitar o crédito fiscal para crianças, o que dá mais de US$ 1.000 por criança menor de 17 anos. No ano fiscal de 2013, de acordo com o Government Accountability Office, 4,4 milhões de declarantes do ITIN alegaram créditos fiscais para crianças no valor de US$ 6 bilhões.

Segundo as versões da Camara e do Senado do projeto fiscal republicano, quem possui ITIN – a maioria dos indocumentados – precisariam fornecer números de Social Security para cada criança para reivindicar a parte reembolsável do crédito, que entra quando o crédito excede responsabilidade fiscal total do depositante.

A versão do Senado exigiria um número de Seguro Social para o crédito regular também.

De acordo com Samantha Vargas Poppe, do grupo de advocacia latino UnidosUS, a mudança vai impactar diretamente milhões de crianças indocumentadas. Mas isso poderia também alcançar os nascidos cujos irmãos não-cidadãos já não são elegíveis para o crédito. Esse impacto na renda afetaria toda a família.

“Esses créditos mantém essas pessoas longe da linha da pobreza”, diz Poppe.

“Isso aqui não é um lugar para a aplicação da imigração. São apenas crianças”.

Os imigrantes indocumentados e seus empregadores pagaram cerca de US$ 13 bilhões em impostos sobre folha de pagamento em 2010, o ano mais recente para o qual a Administração da Segurança Social divulgou números. Muitos também pagam impostos sobre a segurança social, impostos sobre vendas e impostos sobre a propriedade, mas não são elegíveis para a maioria dos programas federais, incluindo Social Security, Medicare, Medicaid ou subsídios para os benefícios da Lei de Affordable Care.

Para os cidadãos dos EUA, a conta da Câmara aumenta o valor do crédito fiscal para crianças de US$ 1.000 a US$ 1.600. A lei do Senado dobra-o para US$ 2.000. Ambas as contas aumentam o limite de renda no qual os contribuintes serão elegíveis para reivindicá-lo.

Além disso, o projeto de lei da Câmara reforça as regras do Crédito Tributário de Ganho de Renda, de tal maneira que os imigrantes cobertos pelo DACA não poderão mais receber o crédito quando a autorização de trabalho expirar.

A administração Trump anunciou em setembro sua decisão de encerrar o programa, o que significa que esses imigrantes perderão seu status protegido nos próximos anos, a menos que o Congresso intervenha.

O projeto da Câmara também exigiria um número de Social Security para o Crédito Tributário (American Opportunity Tax Credit), que vale 2.500 dólares anualmente para os primeiros quatro anos de despesas de educação superior. Em 2013, os depositantes do ITIN reivindicaram US$ 204 milhões através deste crédito.

O projeto de lei do Senado não altera esses créditos.

Os conservadores há muito buscam essas restrições, o que eles dizem serem necessárias para se proteger contra a fraude fiscal.

O Centro de Estudos de Imigração também argumentou que permitir que os imigrantes indocumentados recebam créditos fiscais reembolsáveis ​​viola as disposições das reformas de bem-estar de 1996 que proíbem os imigrantes indocumentados de receberem mais benefícios federais.

Luke Messer, um representante republicano de Indiana, introduziu uma legislação que eliminaria a elegibilidade do crédito fiscal para filho de depositantes do ITIN no início deste ano.

“Não podemos continuar a recompensar as pessoas que vêm ilegalmente para o nosso país, enquanto aqueles que trabalham duro e lutam pelas regras, lutam para avançar”, disse ele em um comunicado de imprensa em outubro, em prol da inclusão do projeto de lei em medidas de reforma tributária.

Os democratas e uma longa lista de grupos de defesa dos direitos dos imigrantes se opuseram contra a medida, dizendo que aumentará a pobreza infantil.

Continue lendo
Publicidade

CANAL DO PS NO YOUTUBE

TWITTER DO PS

MAIS LIDAS