Conecte-se com a gente!

Imigração

Gangue que ataca imigrantes indocumentados em Palm Beach é alvo da polícia

Seis pessoas foram presas e acusadas de dois homicídios e roubos à mão armada na região de Palm Beach

Publicado

em

A gangue MS-13 que aterroriza várias cidades americanas. (InfoWars)

LAKE WORTH, FL – O Xerife de Palm Beach, Frank DeMario, disse que está em busca de membros de uma gangue, chamada de MS-13, que ataca trabalhadores indocumentados.

DeMario disse aos jornalistas que quer dar o alerta aos imigrantes indocumentados que podem denunciar e dar pistas sobre a gangue sem medo de ter seus nomes entregues aos órgãos federais de imigração.

Policiais prenderam Victor Manuel Fuentes, de 20 anos e outros cindo adolescentes entre 16 e 17 anos de idade, acusados de estarem envolvidos em roubos à mão armada e outros dois homicídios.

Eles foram todos identificados como membros da gangue MS-13 e são todos indocumentados. Segundo o xerife, apesar da prisão, nenhum demonstrou arrependimento pelos crimes cometidos.

“Nós não vamos caçar pessoas para ver se são ou não ilegais”, disse DeMario. “Nós nem temos tempo para fazer o que precisa ser feito, e eu sei que a polícia federal também não vai fazer isso. Então, vocês sabem que estamos procurando criminosos, pessoas que vem até aqui para cometer crimes, assassinatos”, comentou o xerife.

O Sargento Christopher Karpinski disse que eles encontraram dois membros da gangue quando estavam investigando dois assassinatos em 30 de outubro e outro dia 05 de novembro, e outros três assaltos à mão armada em Lake Worth. Fuentes estava com a arma que os policiais acreditam que foi utilizada nos crimes.

“Nossos suspeitos procuram suas vítimas (imigrantes indocumentados) porque eles acreditam que essas pessoas não vão denunciá-los à polícia”, disse o Karpinski.

“Nós afirmamos sempre: ‘não interessa quem são nossas vitimas em Palm Beach County, nós vamos trabalhar no seu caso”

De acordo com os policiais, Fuentes disse que um “demônio estava dentro da cabeça dele e o fez puxar o gatilho” quando ele matou Lucio Velasquez-Morales às 7 da manhã do dia 30 de outubro. Depois de roubar o imigrantes indocumentado que tinha 33 anos, ele deu dois tiros na vitima: um no coração e outro no fígado.

Octavio Sanchez-Morales, de 25 anos, também imigrante indocumentado, é a outra vítima de Fuentes. Ele estava indo de bicicleta para o trabalho no último dia 05 de novembro quando foi abordado por Fuentes que o roubou e atirou na boca de Morales e no braço e o deixou ali até a morte.

“Essas vitimas são alvos específicos por conta de quem eles são”, disse o sargento a respeito dos dois mortos.

O presidente Donald Trump: “vamos destruir esses animais” (divulgação)

O sargento disse ainda que dois dos acusados são de Honduras e outros quatro de El Salvador. Todo são indocumentados. As investigações continuam.

“Nós não só devemos mas vamos cooperar com nossos parceiros do ICE”, disse o Xerife DeMario.

Em julho o presidente Donald Trump prometeu que iria “destruir” os “animais” do MS-13 e que as autoridades federais iriam manda-los para a prisão e de volta aos seus países de origem.

Mas o sargento Karpinski disse que os seis presos não estão relacionados com a operação “Raging Bull”, do ICE e PBSO que já prendeu 267 membros da gangue MS-13.

O Xerife disse que qualquer pessoa que tiver informações sobre qualquer membro da ganhe pode ligar para o Disque Denuncia de Palm Beach e se manter anônimo no 1-800-458-8477.

 

Imigração

ICE prende 22 imigrantes ilegais em blitz que durou dois dias

Todos os presos tem histórico criminal. O ICE não divulgou o nome.

Publicado

em

Divulgação

Vinte e duas pessoas foram presas durante uma blitz durante dois dias que tinha como alvo fugitivos.

De acordo com os oficiais de imigração, imigrantes criminosos e que violaram as leis de imigração no Norte do Kentucky foram presos como resultado do trabalho de equipe do ICE em cinco cidades do Kentucky.

Nove pessoas foram presas em Covington, um em Erlanger, seis em Florence, quatro em Newport e dois em Walton.

Dos 22 presos, 16 são da Guatemala, cinco são cidadãos mexicanos e um do Zimbabwe.

Os federais disseram que a maioria dos imigrantes indocumentados tem histórico criminal.

Agressão a um policial, negligência infantil, falsificação, fraude e condução sob influência (DUI) são os principais crimes. Quatro eram fugitivos procurados pela imigração e seis foram presos por suspeita de retornar aos Estados Unidos de forma ilegal depois de serem deportados.

O ICE não divulgou o nome dos presos.

Continue lendo

Imigração

ICE prende 55 imigrantes indocumentados em blitz

Dez imigrantes já haviam sido deportados anteriormente.

Publicado

em

(Reprodução)

NOVA IORQUE, NY – As autoridades federais de imigração disseram que cinco moradores de Lower Hudson Valley estão entre os 55 residentes indocumentados presos numa blitz essa semana.

O ICE informou que os indivíduos são de Westchester County e um de Putnam County e foram levados em custodia entre o últimos dias 13 e 20 de novembro, por violarem uma série de leis de imigração e também crimes cíveis.

O alvo da blitz do ICE era Nova Iorque, Westchester e Putnam.

Eles ainda informaram que 42 dos detidos estavam presos em delegacias locais mas foram soltos mesmo com a solicitação da agência federal, mas foram presos logo depois.

Dez imigrantes já haviam sido deportados anteriormente. Dos detidos, 23 são do Brooklyn e outros 14 do Queens.

Continue lendo

Imigração

Imigrante morto na fronteira teria atacado policial durante abordagem

O imigrante pulou sobre um dos agentes e conseguiu pegar uma das armas que estava no coldre do policial.

Publicado

em

Rodolfo Karisch, chefe de polícia de Tucson, durante coletiva de imprensa (Arizona Daily Star / Reprodução)

TUCSON, AZ – O homem que foi morto por um agente de fronteira na última quarta-feira (26) teria tomado uma arma de um outro policial que estava no coldre.

Segundo um oficial da Polícia de Fronteira, dois agentes responderam a um sensor que estava ativado nas Montanhas Baboquivari, a sudeste de Tucson, por volta das 11:30 da manhã, disse Rodolfo Karisch, chefe da Seccional da Polícia de Fronteira de Tucson, durante uma coletiva de imprensa na quinta.

Os agentes conseguiram rastrear um grupo suspeito de cruzar a fronteira ilegalmente numa área mais ou menos 21 milhas norte da divisa com o México. Enquanto eles tentavam prender os imigrantes, um deles acabou atacando um dos agentes.

“Houve uma luta. O imigrante pulou sobre um dos agentes e conseguiu pegar uma das armas que estava no coldre do policial. Nesse momento o outro oficial atirou no indivíduo”, disse Karisch.

O homem morreu depois por conta dos ferimentos. O chefe da polícia chamou o ato do agente de “heróico” por ter, dessa forma, salvado a vida do companheiro.

Um agente sofreu alguns ferimentos – sem risco de morte – e está se recuperando num hospital de Tucson.

Não foi divulgada a nacionalidade do homem que foi morto. Outros três homens, originários da Guatemala, foram levados sob custódia por violação das leis imigratórias.

O FBI também está no caso que é liderado pelo departamento de polícia de Tohono O’odham.

Desde o começo do ano os agentes de fronteira usaram de ações de força em 66 casos, de 1 de outubro de 2016 até o ultimo dia 31 de agosto. Três delas apenas foram com o uso de arma de fogo.

 

Continue lendo
Publicidade

CANAL DO PS NO YOUTUBE

TWITTER DO PS

MAIS LIDAS