Conecte-se com a gente!

Notícias

Jimmy Fallon faz depoimento emocionado após morte da mãe: “Era minha melhor audiência”

Gloria Fallon morreu no último dia 04 de novembro e o apresentador se afastou do programa.

Publicado

em

NEW YORK, NY – O apresentador Jimmy Fallon, da NBC, voltou ao comando do “The Tonight Show” nesta última segunda (13). Ele ficou afastado por conta de um momento muito triste de sua vida, a morte da mãe, Gloria Fallon, no último dia 04.

Ele fez um depoimento muito emocionado no programa onde falou sobre o acontecimento. Fallon disse que a mãe era a “melhor audiência” que ele tinha.

“Como alguns de vocês sabem, minha mãe, Gloria, morreu recentemente e eu cancelei algumas apresentações para ficar com minha família e resolver burocracias. Ela era minha melhor audiência. Era ela que eu sempre tentava fazer rir e era muito fã do programa e de tudo que eu fazia”, disse.

Fallon fez questão de lembrar de um momento íntimo com a mãe e seus últimos instantes no hospital:

“Quando eu e minha irmã éramos pequenos, nossa mãe entrava conosco em uma loja, de mãos dadas, ela apertava minha mão três vezes para dizer ‘eu te amo’ e eu apertava de volta para dizer ‘eu te amo também’. Semana passada, eu estava no hospital e eu segurei a mão dela, apertei para dizer ‘eu te amo’ e… Eu sabia que estávamos em apuros”.

Fallon ainda finalizou, agradecendo o apoio de seus telespectadores.

“Eu me sinto tão grato de fazer isso todas as noites e estou muito agradecido pelo apoio de todos para com a minha família na última semana. Vamos continuar trabalhando para trazer luz e risadas a este mundo. Obrigado por assistir e por nos ajudar a superar esta perda. Mãe, nunca vou parar de tentar te fazer rir. Eu te amo”, finalizou.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe um reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Temporada de furacões será mais forte que do ano passado

Prepare-se: serão mais de 20 situações onde três delas podem se tornar ferozes furacões que podem alcançar a categoria 5.

Publicado

em

Imagem de satélite do furacão Isabel, de 2003. (Arquivo)

ORLANDO, FL – A temporada de furacões esse ano promete ser ainda mais forte e mais chocante do que no ano passado. Ao menos é o que prevê um estudo da Colorado State University.

Divulgado nessa quinta-feira, os dados mostram que a atividade é maior com mais furacões previstos do que no ano passado.

Serão 14 tempestades, 7 furacões e no mínimo 3 grandes furacões como o Irma que arrasou Porto Rico no ano passado e boa parte do sul da Flórida.

A justificativa é que o fenomeno La Niña está de volta.

Para saber:

  • Tempestades: são aquelas que vem com força mas que podem apenas se transformarem em tempestades tropicais.
  • Furacões: ventos de até 110 milhas por hora e que podem ser de Categoria 1 e 2.
  • Grandes Furacões: são os que ultrapassam 110 milhas por hora e figuram entre as categorias 3-5.

Continue lendo

Notícias

Polícia procura marginal que está a solta em Orlando

Segundo a polícia ele está armado e é muito perigoso.

Publicado

em

ORLANDO, FL – Foi divulgado pelo departamento de polícia de Orlando, um retrato falado do criminoso que está aterrorizando Orlando e as cidades no entorno.

Na quarta (04) ele atacou uma mulher do lado de fora do PetCo e roubou um Walgreens que fida próximo da Orange Blosson Trail com a Sand Lake Rd.

Além disso ele é responsável pelo roubo de um Dunkin Donuts no sábado, atirou numa pessoa num caixa eletrônico no domingo e roubou um carro.

A policia voltar a informar que o bandido está armado e é muito perigoso.

Continue lendo

Notícias

Dois mortos em acidente aéreo na região de Daytona Beach

Uma testemunha viu o avião cair e acionou a polícia pelo 911.

Publicado

em

Destroços do avião que segundo testemunhas a asa teria sido arrancada antes de cair. (Wesh2)

DAYTONA BEACH, FL – Dois homens morreram num acidente de avião em Daytona Beach, na manhã desta quarta-feira (04).

Eles foram identificados como o veterenado da marinha Zachary Capra e o piloto John S. Azma.

Capra tinha 25 anos, estava estudando para ser piloto e pretendia graduar este verão em Aeronautica. Ele serviu na marinha de 2012 a 2016.

Azma foi condecorado pela FAA e tinha proficiência como instrutor de voo. Ele tinha ao menos 20 anos de experiencia voando.

O acidente foi reportado por uma testemunha que viu o avião caindo por volta das 9:54am da manhã. Ela ligou para o 911.

Continue lendo
Publicidade

CANAL DO PS NO YOUTUBE

TWITTER DO PS

MAIS LIDAS