Conecte-se com a gente!

Notícias

Mulher que mostrou o dedo para carreata de Trump é demitida

A empresa que a mulher trabalha tem contratos com o governo Trump e viu na imagem uma ameaça.

A imagem viralizou e a ciclista foi demitida no início de novembro. (Divulgação)

Publicado

em

DA REDAÇÃO – Uma ciclista, cuja “saudação com o dedo do meio” para carreata do presidente Trump viralizou e caiu nas mídias sociais, foi demitida.

Juli Briskman, trabalhava para a empresa Akima LLC, que tem contratos com o governo, teria sido demitida depois de admitir aos seus chefes que era ela a pessoa que expulsou o grupo do presidente enquanto eles deixavam o campo de golfe de Trump na Virgínia.

Briskman estava pedalando em sua bicicleta no último dia 28 de outubro, quando a carreata presidencial passou pela ciclista, que acabou a fazendo o gesto “grosseiro” capturado pelos fotógrafos.

A jovem senhora de 50 anos usou a imagem como foto de perfil no Twitter e no Facebook, o que levou a sua demissão. A Akima LLC diz que Briskman violou a política de mídia social da empresa para seus funcionários.

“Basicamente, você não pode ter coisas obscenas em suas mídias sociais”, disse a ciclista demitida ao Huffington Post. Briskman trabalhava na empresa por apenas seis meses, no departamento de marketing e comunicações, antes de sua rescisão.

Ela afirma que funcionários da Akima explicaram que o incidente poderia prejudicar sua posição como contratado pelo governo se ela continuasse na empresa.

“Você não consegue ver seu rosto, ela não está totalmente identificada nessa foto. Mas uma vez que ela se identificou com seu empregador, eles tiveram que considerar essa informação”, disse o advogado Bradley Shear ao Washington Post. Ele é especialista em questões de redes sociais.

“Você pode não ficar preso pelo que diz, mas pode não conseguir o trabalho que deseja.”

Briskman diz que não se arrepende do movimento, mesmo que agora esteja procurando por um novo emprego.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe um reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Mulher tem o carro roubado num posto de gasolina enquanto passava o aspirador

Agora os policiais de Deltona procuram o Camaro Branco Conversível que foi comprado apenas duas semanas atrás.

Publicado

em

Ela havia comprado o carro duas semanas atrás. (Reprodução/Internet)

DELTONA, FL – A polícia de Deltona está investigando o caso de uma mulher que teve o carro roubado enquanto ela estava num posto do RaceTrac.

A vítima de 23 anos disse que o sol já tinha baixado na terça-feira (15) quando ela estava passando o aspirador no carro, um Chevy Camaro 2013.

A mulher disse que um homem pulou de um outro carro direto no banco do motorista.

“Ele vai atirar em mim? Ele vai me esfaquear? Ele vai me machucar”, comentou a vítima que disse que não sabia o que fazer. “Eu estava meio que dentro do carro passando o aspirador e disse pra ele ‘não faça isso comigo'”, explicou a garota.

A chave estava na ignição e o motor ligado.

“Eu tentei pegar as chaves três vezes e desligar o motor ao menos para tentar sair correndo do carro e fugir dele, mas ele bateu no meu braço as três vezes”, disse à vitima ao canal 6, de Orlando.

A garota disse que ela comprou o Camaro conversível em outubro e que este era o carro dos sonhos

“Duas semanas atrás eu o comprei, então não fiquei com ele por muito tempo”, ela lamentou. “Foi o suficiente para colocar o seguro nele e dirigir algumas horas do trabalho e de volta para casa”, disse.

Alguns funcionários do RaceTrac ofereceram ajuda e tentaram consolar a moça enquanto ela esperava a chegada da polícia.

“Eu não esperava que isso fosse acontecer comigo, e tipo, era um carro maravilhoso. É novo! Talvez eu fosse um alvo fácil para eles”

Quem tiver informações sobre o Camaro Branco conversível 2013, pode entrar em contato com o Xerife do Condado de Volúsia.

Continue lendo

Especial

São Francisco tem o menor índice de casos de HIV da história

Números estão em queda e seguem uma tendência no país.

Publicado

em

SÃO FRANCISCO, CA – A cidade de São Francisco, na Califórnia, registrou o menor índice da história em se tratando de novos casos de HIV. Foram 223 novos casos em 2016, o menor índice registrado na cidade em referência aos 329 casos de 2014. A cobertura de tratamento antirretroviral e as taxas de carga viral indetectável de pessoas em tratamento bateram recordes. 

A doutora Susan Scheer, PhD e diretora da Seção de Epidemiologia do HIV no Departamento de Saúde Pública da Cidade de São Francisco, é a responsável pela análise dos dados em conjunto com alguns outros profissionais do departamento.

Segundo ela, o resultado é uma somatória de esforços da equipe com programas de prevenção e de tratamento de HIV, como o “Getting to Zero San Francisco” – que conta com a participação de organizações comunitárias, de saúde e academicas.

A campanha lançada em 2010 tem como objetivo zerar novas infecções pelo HIV, mortes associadas ao vírus e o estigma e a discriminação sofridos por que está infectado na área de São Francisco.

São oferecidos a terapia antirretroviral independentemente da contagem de células CD4, além de teste de HIV e programas específicos para pacientes com o vídeos que abandonaram o tratamento.

Em 2012, o tratamento passou a ser oferecido no mesmo dia do diagnóstico. A profilaxia pré-exposição, o famoso PrEP, foi incluído no programa em 2013.

A queda nos novos diagnósticos de HIV em São Francisco segue uma tendência geral nos Estados Unidos. Segundo os dados divulgados, os números na cidade caíram de 473 casos em 2009, para 329 em 2014 e alcançou essa marca de 223, no ano passado.

OUTROS NÚMEROS
A proporção de novos diagnósticos aumentou entre homens asiáticos, naturais das ilhas do Pacífico, latinos e entre homens que fazem sexo com homens.

A ligação ao tratamento em 3 meses aumentou de 85,8% em 2009 para 91,8% em 2014. O inicio do tratamento no prazo de um ano após o diagnóstico aumentou de 63,2% para 90,7%.

A supressão viral dentro de um ano do diagnóstico aumentou de 49,2% para 82,3% e a proporção de pacientes que desenvolveram aids em 3 meses diminuiu de 26,9% para 16,4%.

Continue lendo

Cinema

“Titanic” volta aos cinemas para comemorar 20 anos do lançamento

Os ingressos estão a venda e o filme ficará uma semana em exibição totalmente remasterizado.

Publicado

em

A clássica cena do convés do Titanic marcou época. (Divulgação)

ORLANDO, FL – Já se passaram 20 anos desde que James Cameron lançou “Titanic”, e a AMC Cinemas quer ajudar a celebrar o aniversário do filme épico.

“Titanic” foi um fenômeno cultura e mesmo 20 anos depois, segue como a 5 maior bilheteria da história do cinema de todos os tempos.

O filme transformou Leonardo DiCaprio e Kate Winslet na estrela que eles são hoje, colocou o mundo aos pés de Celine Dion, e transformou a cena do convés como uma das imagens mais marcantes na história de viagens em cruzeiros de qualquer família nesses últimos 20 anos.

A rede de cinemas americana está oferecendo a chance aos fãs do filme à reviverem a magia de “Titanic” na grande tela em dois formatos Dolby Cinema (87 cinemas pelo país) e Dolby 3D por uma semana, a partir de 1 de dezembro.

“Nós remasterizados alguns minutos de “Titanic” em Dolby Vision e foi simplesmente incrível. Foi como ter visto pela primeira vez. Agora que o filme está completamente remasterizado, é muito incrível dividir isso com a audiência pelo país”, disse o direto James Cameron said.

“Vai além de tudo que você já tenha visto antes!”

Pegue a sua pipoca e seus lenços. A semana de exibição do filme começa no dia primeiro de dezembro. A venda de ingressos começou nessa quarta-feira (15). Na Flórida Central, o único cinema que vai exibir o filme é o AMC de Altamonte.

Experimentar o “Titanic” em 3D vai fazer com que os fãs nunca deixem o amor que eles tem pelo filme ir por água abaixo.

Continue lendo
Publicidade

CANAL DO PS NO YOUTUBE

MAIS LIDAS