Conecte-se com a gente!

Notícias

Confirmada terceira temporada do “Vai que cola!” no Multishow

Sitcom é o segundo programa mais visto do Multishow depois do Big Brother Brasil. Gravações acontecem no início do ano que vem.

Publicado

em

Samantha Schmutz e Paulo Gustavo nos bastidores da gravação do "Vai que Cola!", do Multishow (Divulgação)
Samantha Schmutz e Paulo Gustavo nos bastidores da gravação do "Vai que Cola!", do Multishow (Divulgação)

Samantha Schmutz e Paulo Gustavo nos bastidores da gravação do “Vai que Cola!”, do Multishow (Divulgação)

Nesta sexta-feira (24) vai ao ar o último episódio de “Vai que cola!”, uma sitcom do canal pago Multishow que tem um elenco de estrelas do humor e que se transformou na segunda maior audiência do canal Globosat, perdendo apenas para a exibição do “Big Brother Brasil”.

Liderado por Paulo Gustavo, as aventuras de Valdo no reino do Meier termina em alta, numa segunda temporada que contou com a participação especial de vários atores e celebridades. Mas foram os personagens criados pelo humorista para o “220v” que ganharam destaque. “A Senhora dos Absurdos”, “A Mulher Feia”, uma série de tipos que fazem sucesso nos palcos e no canal, dividindo cena com Samantha Schmitz, Emiliano D’Ávilla, Julia Rabello, Tatá Wernek, Fiorella Matheis, Cacau Protássio, Marcos Majela – que também foi uma das grandes surpresas dessa nova temporada.

No último episódio, a pensão da Dona Jô (Catarina Abdalla) recebe a visita do lutador de MMA, Demian Maia. Valdo vai tentar agradar o lutador para poder ir com ele para Las Vegas. Depois que Maicól (Emiliano D’Ávila) exagera no tempero, vai rolar muita confusão.

A próxima temporada começa a ser rodada no início do ano.

 

 

Imigração

Onze cidades oferecem defesa jurídica gratuita para imigrantes indocumentados

Estudo aponta que existe mais chances de vencer um processo de deportação o imigrante que está acompanhado por um advogado.

Publicado

em

DA REDAÇÃO – Imigrantes indocumentados em processo de deportação agora terão assistência jurídica gratuita em onze cidades espalhadas pelos Estados Unidos.

Atlanta, Austin, Baltimore, Chicago, Columbus, Ohio, Dane County, Oakland, Prince George’s County, Sacramento e Santa Ana adotaram a iniciativa do Vera Institute of Justice, uma ONG que funciona em New York.

O projeto Safe Cities Network levantou uma pesquisa que aponta que, depois da implantação do projeto na cidade de New York, o que se transformou no primeiro sistema de defesa pública dos imigrantes que enfrentam deportação, a taxa de sucesso nos processos aumentou de apenas 4% para 48%, o que significa um aumento de 1100%.

Muitos imigrantes não tem um advogado para estar perante ao juiz, em uma audiência de um processo de deportação. As chances de perder o caso são enormes. Na maioria dos casos, eles não tiveram uma consulta a um profissional para se orientar melhor e ganhar possibilidades reais de reverter a situação no processo.

“A imigração é parte do passado, presente e futuro da nossa nação, e nossas comunidades encontram mais oportunidades para crescer e prosperar quando reconhecemos e abraçamos esse fato. Isso significa que todos os moradores devem ver seus sistemas de justiça – desde a nossa aplicação da lei até nossos tribunais – como a promessa de justiça do nosso país “, disse Nicholas Turner, presidente do Vera Institute of Justice.

“Políticas de imigração de senso comum, como as incorporadas pela SAFE Cities Network, garantem que todas as pessoas, independentemente do background, renda e história, sejam garantidas um dia justo no tribunal. Não só o financiamento público para imigrantes indigentes que enfrentam a deportação mantém a confiança dentro de nossas comunidades, mas aumenta a segurança pública e mantém famílias meritórias “, explicou Turner.

 

 

Continue lendo

Especial

Jennifer Hudson entra com medida protetiva contra o ex!

O ex-marido foi retirado de casa pela ordem e briga na justiça pela guarda da criança.

Publicado

em

CHICAGO, IL — Um drama doméstico na vida da vencedora do Oscar, Jennifer Hudson, depois que a polícia foi atender um chamado na casa dela no sudoeste de Chicago.

A cantora e atriz obteve uma ordem protetiva contra o ex-noivo David Otunga.

Na petição, ela diz que Otunga a ameaçou e a violentou. No documento, Jennifer diz: “Agora eu estou vivendo com medo!”

A polícia diz que Otunga foi retirado da casa do casal em Burr Ridge, Illinois, na quinta-feira (16) depois que ele foi notificado pela ordem.

O chefe de polícia daquela localidade, John Madden, disse à Associated Pressa que Otunga deixou a casa sem oferecer resistência.

A ordem contra Otunga feita a pedido de Jennifer Hudson. (CBS-Chicago)

O advogado da ex-estrela do WWE, Tracy Rizzo, disse que Hudson entrou com o pedido “num esforço para ganhar uma vantagem não muito honesta sobre ele na disputa da custódia do filho mais novo do casal que hoje tem oito anos de idade.

Rizzo diz que Otunga nunca obusou de Jennifer e evoca a proteção da ordem do mérito, dizendo que a cantora fez falsas alegações contra o ex-marido. O advogado completa dizendo que Otunga é o provedor do filho.

Ainda de acordo com o advogado de David, ele solicitou que a audiência que estava marcada para o dia 7 de dezembro, que seja antecipada para o dia 21 de novembro, para que Otunga possa passar o feriado de Thanksgivving com o filho.

O representante da cantora não se manifestou.

Continue lendo

Notícias

Três mortos e dois feridos em acidente espetacular na State Road 60

Os policias não poderão fazer muito e levaram as duas vítimas para o Hospital Regional de Osceola County.

Publicado

em

Local do acidente na Road 60, na area de Orlando - Daytona Beach - Melbourne. (Google)

OSCEOLA COUNTY, FL – Três pessoas morreram e outras duas ficaram feridas em um acidente de carro em Osceola County.

Segundo as informações da Florida Highway Patrol, o acidente aconteceu por volta das 9:20pm, na Peavine Road e State Road 60.

O motorista de um Honda estava dirigindo sentido leste, atrás de um Jeep na State Road 60 enquanto um motorista de uma caminhonete da Chevrolet vinha em sentido contrário da pista.

Jonathan Rodriguez Garcia, de 22 anos, morador de Kissimmee estaria trafegando com parte do seu carro na pista contrária quando foi atingido de frente pela caminhonete.

De acordo ainda com os policiais Garcia, e o passageiro do carro, Isiah Wilborn, também de 22 anos, morador de Haines City, morreram na hora.

Depois da batida, uma pick up que estava atrás da caminhonete acabou colidindo com ela e começou a pegar fogo.

A mulher que estava dirigindo o Jeep bateu nos dois carros: na pick up que estava lotada de caixas na caçamba e também na primeira caminhonete.

O motorista da pickup que não foi identificado no momento do acidente, também morreu.

A mulher que dirigia o Jeep e o motorista da caminhonete que bateu primeiro foram levados para o Osceola Regional Medical Center com ferimentos, mas não se sabe a extensão deles e nem o estado de saúde das vítimas.

Os policiais do Highway Patrol disseram que não tem certeza se Garcia estava tentando ultrapassar o Jeep quando bateu de frente com a primeira caminhonete.

O acidente ainda está sendo investigado e essa é uma história que está em andamento.

 

Continue lendo
Publicidade

CANAL DO PS NO YOUTUBE

MAIS LIDAS