Conecte-se com a gente!

Cinema

As relações amorosas no “Espelho”. Veja, vote e pense!

Pequenos conflitos dentro do banheiro mostram que a vida de um casal não é tão boa quanto antes.

Publicado

em

"Espelho" com Babi Fernandes e Leonardo Corajo - (Divulgação)
"Espelho" com Babi Fernandes e Leonardo Corajo - (Divulgação)

“Espelho” com Babi Fernandes e Leonardo Corajo – (Divulgação)

Sempre que algo começa a incomodar num relacionamento ele é automaticamente comparado com os áureos tempos. Isso é o que acontece em “Espelho”, curta de Juliana Milheiro que está concorrendo no “Viewster Online Film Festival 2”. O filme que foi feito através da captação pela lei de incentivo a Cultura, é um tapa na cara das pessoas que não sabem quando um relacionamento deve parar. É no espelho que estão as memórias, as recordações de quando éramos felizes.

Babi Fernandes e Leonardo Corajo formam um casal normal e que, aparentemente, são felizes. Porém, algo começa a sair do esquadro. Inicialmente se imagina que rapaz tem “TOC”, mas já se trata de sintoma do fim da relação. Muito bem dirigido por Juliana e com fotografia Glauco Guigon, que venceu em 2010 um concurso de curtas criativos da Firjan (“Meia-Noite Rio“), “Espelho” é o tipo do curta que termina e você começa a repensar totalmente a sua relação com tudo e todos.

Vale a pena assistir e votar. Clique no link, assista ao filme e vote!

http://www.viewster.com/movie/1262-17645-000

 

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe um reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cinema

“Titanic” volta aos cinemas para comemorar 20 anos do lançamento

Os ingressos estão a venda e o filme ficará uma semana em exibição totalmente remasterizado.

Publicado

em

A clássica cena do convés do Titanic marcou época. (Divulgação)

ORLANDO, FL – Já se passaram 20 anos desde que James Cameron lançou “Titanic”, e a AMC Cinemas quer ajudar a celebrar o aniversário do filme épico.

“Titanic” foi um fenômeno cultura e mesmo 20 anos depois, segue como a 5 maior bilheteria da história do cinema de todos os tempos.

O filme transformou Leonardo DiCaprio e Kate Winslet na estrela que eles são hoje, colocou o mundo aos pés de Celine Dion, e transformou a cena do convés como uma das imagens mais marcantes na história de viagens em cruzeiros de qualquer família nesses últimos 20 anos.

A rede de cinemas americana está oferecendo a chance aos fãs do filme à reviverem a magia de “Titanic” na grande tela em dois formatos Dolby Cinema (87 cinemas pelo país) e Dolby 3D por uma semana, a partir de 1 de dezembro.

“Nós remasterizados alguns minutos de “Titanic” em Dolby Vision e foi simplesmente incrível. Foi como ter visto pela primeira vez. Agora que o filme está completamente remasterizado, é muito incrível dividir isso com a audiência pelo país”, disse o direto James Cameron said.

“Vai além de tudo que você já tenha visto antes!”

Pegue a sua pipoca e seus lenços. A semana de exibição do filme começa no dia primeiro de dezembro. A venda de ingressos começou nessa quarta-feira (15). Na Flórida Central, o único cinema que vai exibir o filme é o AMC de Altamonte.

Experimentar o “Titanic” em 3D vai fazer com que os fãs nunca deixem o amor que eles tem pelo filme ir por água abaixo.

Continue lendo

Cinema

“Geostorm” e os recadinhos para a atual administração dos EUA

Pra quem gosta de filme catástrofe, é um bom programa. Fora os recadinhos para quem está nos Estados Unidos vivendo a era Trump!

Publicado

em

É a vez de Gerard Butler salvar o mundo em "Geostorm" (Warner Bros)

ORLANDO, FL – Pra quem quer se divertir no cinema, está em cartaz nos Estados Unidos, “Geostorm“, um daqueles filmes catástrofe que você precisa assistir num IMAX 3D pra poder ter a máxima imersão na história.

Mas o filme não tem só aquelas imagens bacanas do mundo sendo destruído pela força da natureza – nesse caso controlada por um sistema chamado “dutchboy”. Tem uma série de recadinhos que são dados diretamente para a atual administração.

A história, que traz Gerar Butler como protagonista, se passa num não muito distante 2019. Nesse ano, a Estação Espacial Internacional tem em suas mãos um sistema de controle da condição climática chamado “dutchboy”. Ele consegue fazer com que o clima maluco – por conta dos maus cuidados do homem para com o mundo – fosse controlado.

Porém, o cara que botou tudo isso pra funcionar, um “bad boy” de primeira vivido por Butler, é demitido pelo próprio irmão. Mas é claro, “os caras” vão precisar dele para tentar salvar o planeta. Até um certo ponto, a história é um pouco monótona. Depois, com alguns ingredientes e imagens de tirar o fôlego, tudo volta ao normal e te prende até o fim.

Uma das coisas mais bacanas é que o filme tem referências e cenas do Rio de Janeiro sendo destruído, especialmente a praia de Ipanema. E também, que boa parte da ação se passa em Orlando. “Puxa, as duas cidades da minha vida!!”… sim! Confesso que a parte em que ele diz que a próxima cidade a ser destruída seria Orlando, imaginei que fosse um truque para cada audiência, mas não… a ação se passa aqui mesmo que fica muito próximo à Cabo Canaveral. Ah! E tem mais: Cocoa Beach também tá lá!

Entre um diálogo e outro, claro que os sinais e os recados estão ali. O presidente da vez é o democrata Andrew Palma, vivido por Andy Garcia. Nada mais emblemático que um presidente “cubano americano” no poder. O seu assessor direto é Ed Harris, que vive uma espécie de Gen. John Kelly da atual administração. E claro que na estação estão iranianos, alemães, mexicanos e até russos.

Entre tantos recados, o do acordo climático é o principal. É como se os Estados Unidos não quisessem dar o controle do clima aos outros países. Num dado momento, o mexicano Al Hernandez, vivido pelo ator Eugenio Derbez, diz: “Agradeça ao México!”… assistindo ao filme você vai entender. Recentemente, o presidente Donald Trump não prestou solidariedade e nem ofereceu ajuda ao povo mexicano que sofreu com um grande tremor de terra porém, os mexicanos são a grande parte da mão de obra empregada na reconstrução do Texas que sofreu com o furacão Harvey.

Lembrando que o filme da Warner foi todo rodado em outubro de 2014. No ano seguinte ele teve um teste de “tela” em que foi totalmente reprovado. Resultado: o filme foi refeito na Louisiania em dezembro de 2016. Teve duas vezes o lançamento adiado por conta de outras super-produções e só agora está em cartaz.

Melhor não dar tantas dicas sobre o roteiro. O bom é descobrir que o filme é imprevisível e que pode te surpreender até um pouquinho antes do fim, claro.

Na estreia no dia 22 de outubro de 2017, “Geostorm” faturou $13,3 milhões de dólares nas bilheterias dos Estados Unidos e Canadá. No mundo todo, bateu $62,9 milhões de dólares, contra um orçamento de $120 milhões de dólares. A estreia foi gigante, em 3246 salas de cinema no primeiro final de semana. Porém, considerado pela imprensa americana e pelos críticos: “fraco demais”. Lembre-se: não sou crítico, apenas estou indicando algo pra você se divertir. Eu me diverti muito!!

Continue lendo

Cinema

Prepare-se: Tom Cruise vai rodar Top Gun 2 após 20 anos do primeiro

O produtor Jerry Bruckheimer postou uma foto ao lado de Tom Cruise onde fala sobre as discussões para a sequencia de Top Gun.

Publicado

em

Tom & Jerry (Reprodução/Twitter)

Preparem seus lenços de papel que lá vem uma daquelas sequências açucaradas e cheias de lembranças emotivas fortíssimas. O produtor Jerry Bruckheimer postou uma foto em uma de suas redes sociais ao lado de Tom Cruise comentando sobre o encontro dos dois.

“Revendo meu bom e velho amigo Tom Cruise e discutindo um pouco de Top Gun 2”, escreveu ele numa foto ao lado do astro. Quem deve estar também na sequencia de Top Gun – Ases Indomáveis, é Val Kilmer que participou do primeiro como o piloto Iceman.

Sabe-se muito pouco sobre o enredo do filme, mas Jerry chegou a adiantar que a trama vai girar em torno dos pilotos de aviões que estão obsoletos por conta da invasão dos drones. O diretor Tony Scott estava a frente das primeiras discussões sobre o filme, há mais de quatro anos, porém, a morte prematura do diretor, em 2012, deu uma pausa longa no projeto.

Ainda não se fala sobre um novo diretor ou quando deve ser efetivamente iniciada a produção de Top Gun 2. Mas, o que se percebe, é que ele vai sair e pode ser muito antes do que se espera.

Val Kilmer e Tom Cruise em cena do primeiro Top Gun. (Reprodução)

Val Kilmer e Tom Cruise em cena do primeiro Top Gun. (Reprodução)

Continue lendo
Publicidade

CANAL DO PS NO YOUTUBE

TWITTER DO PS

MAIS LIDAS